cerrar
cerrar

caf.com / notícias / caf apresenta o relatório de economia e desenvolvimento (red) 2016

notícias

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe
24 de outubro de 2016CAF apresenta o Relatório de Economia e Desenvolvimento (RED) 2016
2img - CAF apresenta o Relatório de Economia e Desenvolvimento (RED) 2016
2img - CAF apresenta o Relatório de Economia e Desenvolvimento (RED) 2016
2img - CAF apresenta o Relatório de Economia e Desenvolvimento (RED) 2016
2img - CAF apresenta o Relatório de Economia e Desenvolvimento (RED) 2016
2img - CAF apresenta o Relatório de Economia e Desenvolvimento (RED) 2016
2img - CAF apresenta o Relatório de Economia e Desenvolvimento (RED) 2016

O relatório deste ano destaca a família, a escola, o ambiente e o mundo laboral como as quatro áreas da vida que são essenciais para desenvolver e acumular as diversas habilidades que compõem o capital humano que a América Latina precisa para alcançar um pleno desenvolvimento econômico total

comparteimg - Twitterimg - Facebookimg - GooglePlusimg - LinkedInimg - Whatsapp

O CAF -Banco de Desenvolvimento da América Latina- apresentou hoje o Relatório de Economia e Desenvolvimento (RED 2016) "Mais Habilidades para o trabalho e a vida: as contribuições da família, da escola, do ambiente e do mundo laboral", com a participação do presidente-executivo da instituição financeira, Enrique García; a segunda-vice-presidente da República, Mercedes Aráoz; e a reitora da Universidade do Pacífico (UP), Elsa Del Castillo.

"A América Latina teve uma gestão macroeconômica acertada e conseguiu reduzir os índices de pobreza em relação a outras regiões", disse García. "Agora é necessário contar com uma agenda integral de desenvolvimento com visão de longo prazo, que visa buscar um crescimento estável, eficiente, inclusivo, com um apoio social e ambientalmente responsável", continuou. "Portanto, para promover um processo de desenvolvimento sustentável com inclusão social é crucial que nos concentremos no capital humano e proporcionemos a toda população um nível mais alto de habilidades que tenham bases sólidas para a igualdade de oportunidades; nesse sentido, acreditamos que este relatório será um instrumento para os formuladores de políticas e insumos para os países em questões de políticas públicas, o qual permita incentivar e formar as pessoas para que se incorporem em um mundo global".

"A oportunidade da apresentação do RED é fundamental porque nos diz onde devemos continuar investindo, que esforços nós devemos fazer para que a educação conecte a população com a realidade laboral e porque devemos continuar trabalhando pensando na construção de uma sociedade que busque propósitos conjuntos com vistas a um bem-estar comum como país", declarou Araóz.

A apresentação do Relatório de Economia e Desenvolvimento 2016, realizada no Auditório Juan Julio Wicht S.J.da Universidade do Pacífico, foi liderada por Lucila Berniell, economista-chefe da Direção de Pesquisas Socioeconômicas do CAF.

Uma mesa redonda comentou os diversos temas do relatório com a participação dos ministros da Educação, Jaime Saavedra; do Desenvolvimento e Inclusão Social, Cayetana Aljovín; do Trabalho e Promoção do Emprego, Alfonso Grados, e do diretor do Centro de Pesquisa da UP, Gustavo Yamada; e do economista de GRADE, Hugo Ñopo.

Os participantes do debate, moderado pelo economista-chefe e diretor Corporativo de Análise Econômica e Conhecimento para o Desenvolvimento do CAF, Pablo Sanguinetti, concordaram que o relatório aborda uma questão fundamental para a região: a necessidade de promover um melhor desenvolvimento das habilidades cognitivas, socioemocionais e físicas da população. O encerramento do evento esteve a cargo de Eleonora Silva, diretora-representante do CAF no Peru.

O relatório destaca a família, a escola, o ambiente e o mundo laboral como as quatro áreas da vida essenciais para desenvolver e acumular as diversas habilidades que compõem o capital humano que a América Latina precisa para alcançar um pleno desenvolvimento econômico. Também constata que o desenvolvimento das habilidades acontece ao longo de toda a vida e em todas estas áreas e não apenas no sistema educativo, ressaltando a necessidade de promover uma coordenação das políticas públicas para incentivar a formação de habilidades na população de uma forma integral.

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe