cerrar
cerrar

caf.com / notícias / empresas do equador se abrem para o mercado internacional com o programa 3e

notícias

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe
02 de março de 2018Empresas do Equador se abrem para o mercado internacional com o Programa 3E

O Programa 3E capacitou dez empresas exportadoras do Equador para a criação de um plano de exportação com objetivos de médio prazo, o que lhes permitirá aumentar suas exportações em nível internacional

comparteimg - Twitterimg - Facebookimg - GooglePlusimg - LinkedInimg - Whatsapp

O Programa Empresas de Excelência em Exportação (E3), promovido em 2015 pela Federação Equatoriana de Exportadores (Fedexpor), CAF -banco de desenvolvimento da América Latina- e ProEcuador, conseguiu que dez empresas exportadoras do Equador melhorassem suas capacidades de exportação por meio da inovação e da criação de protótipos alternativos ao modelo de negócios.

Após dois anos de trabalho nos setores público e privado, foram apresentados os resultados do programa, que conta com seis componentes macro e micro: assistência técnica para internacionalização, acesso a mercados, sistematização, coaching de exportação, adaptação da oferta exportável e pesquisas de medidas não tarifárias.

Durante o evento, Bernardo Requena, diretor representante do CAF no Equador, disse que o foco no aumento da competitividade do programa está alinhado com a agenda estratégica do CAF e com uma parte fundamental do “Pacto pela Produtividade” que a Instituição promove na região. Ele também comentou que o programa é essencial para que as empresas estejam mais bem preparadas e possam aproveitar todas as ferramentas para competir nos mercados internacionais.

Daniel Legarda, presidente da Fedexpor, explicou que a primeira edição do programa servirá para que as empresas participantes transmitam o aprendizado por meio da cadeia de valor, o que pode maximizar o impacto da iniciativa. Ele também se referiu ao trabalho realizado pela Fedexpor junto aos setores público e privado para chamar a atenção para as questões que devem ser melhoradas por meio de políticas públicas e temas como competitividade, eficiência e produtividade.

As empresas participantes do Programa E3 apresentaram  um potencial exportador e seus produtos tinham valor agregado e alta diferenciação nos nichos de mercado, com projeção para crescimento nos negócios internacionais. Os setores beneficiados foram os de processamento de alimentos, agroindústria, frutos não tradicionais, artesanato e têxtil, produtos de madeira, laminados e seus derivados, couro e produtos derivados.

A fim de continuar a apoiar o setor de exportação, foi firmado um acordo entre o CAF e a ProEcuador para reforçar a instituição governamental na promoção de exportação de serviços e atração de investimentos. Com esta intervenção, haverá promoção do setor de exportação não tradicional e também será possível contar com ferramentas e processos para a promoção de novos investimentos no país.

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe