cerrar
cerrar

caf.com / notícias / mensagens de whatsapp para melhorar a situação das mulheres grávidas e mães

notícias

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe
31 de maio de 2018Mensagens de WhatsApp para melhorar a situação das mulheres grávidas e mães

Em 2013, a cidade de Buenos Aires registrou um aumento na taxa de mortalidade infantil: passou de 6,7 por cada mil nascidos vivos para 8,5 por cada mil nascidos vivos. Portanto, decidiram lançar o programa social “Red Primeros Meses” (RPM), que identificou vários fatores para reverter esta situação. 

comparteimg - Twitterimg - Facebookimg - GooglePlusimg - LinkedInimg - Whatsapp

A iniciativa faz parte do programa “Ciudadanía Porteña Con Todo Derecho”, cujo objetivo é garantir a saúde de mulheres e bebês por meio da concessão de subsídios às mães e grávidas para que façam o acompanhamento médico durante a gravidez e o primeiro ano de vida do bebê.

Devido à importância da intervenção e ao fato de que o programa ainda tem a capacidade de atender a mais famílias, a equipe Red, juntamente com a prefeitura da cidade de Buenos Aires, decidiu usar técnicas inovadoras para aumentar a participação de famílias elegíveis cadastradas no “Ciudadanía Porteña”. 

Por este motivo, em 2015, lançaram o convite internacional CAF de Avaliações de Impacto para uma Melhor Gestão, e os selecionados receberam o apoio do CAF - banco de desenvolvimento da América Latina - para a concepção e implementação de uma avaliação de impacto, que consiste em enviar mensagens de WhatsApp a famílias elegíveis do programa “Ciudadanía Porteña Con Todo Derecho” para informar da existência do programa, seus benefícios e o processo de inscrição. As mensagens serão enviadas às famílias em que há pelo menos uma mulher entre 12 e 49 anos, uma grávida ou uma criança de menos de um ano de vida que não estejam cadastradas na “Red Primeros Meses”. 

O objetivo das mensagens é convidar famílias que possam se beneficiar do programa RPM para que se inscrevam e recebam o benefício econômico. A intervenção apela para aspectos comportamentais para aumentar a probabilidade de que a mensagem seja eficaz em incentivar as famílias a se inscreverem no RPM. Entre esses aspectos, estão enfatizar os benefícios econômicos do programa, bem como os benefícios não econômicos. 

A intervenção foi concebida de tal forma que as famílias elegíveis sejam divididas em três grupos, dos quais dois receberão as mensagens e um servirá como grupo de controle (não receberá nenhuma mensagem).

  • O primeiro grupo de tratamento receberá dez mensagens, em que serão destacados os benefícios econômicos de realizar o acompanhamento médico durante a gravidez e o primeiro ano de vida do bebê (que são possíveis com a ajuda da Red). Os aspectos dizem respeito à saúde da mãe e da criança, ao acompanhamento da gravidez para a detecção de anomalias, ao fortalecimento do vínculo mãe-filho e à possibilidade de receber orientação durante a gravidez e o primeiro ano de vida do bebê.
  • O segundo grupo de tratamento receberá dez mensagens, em que serão destacados os benefícios econômicos de se inscrever na RPM, ou seja, o subsídio econômico que as participantes receberão e seu potencial uso.

Com esta experiência, queremos saber se as mensagens são úteis para aumentar o número de inscrições na RPM e qual dos dois tipos de tratamento foi mais eficaz. 

Por meio do cadastro das beneficiárias da RPM, que está sendo compilado pela equipe de “Ciudadanía Porteña”, será possível saber quem se inscreveu na Red, se receberam os subsídios e quantas vezes receberam. Além disso, analisarão em que grau as usuárias estão fazendo o acompanhamento médico, a quantos foram e se fizeram no tempo certo, de acordo com seu plano de avaliação. 

O objetivo da “Red Primeros Meses” é chegar a todas as mulheres das famílias cobertas pelo programa “Ciudadanía Porteña” e que o programa possa crescer. Graças a esta experiência, em parceria com o CAF, será possível obter informações de qualidade sobre o processo de recrutamento de beneficiárias do programa e, possivelmente, serão feitas as alterações necessárias para que mais mulheres tenham acesso ao programa e aumente a probabilidade de que as mulheres de famílias vulneráveis recebam cuidados apropriados durante a gravidez e os primeiros meses de vida de seus bebês.

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe