cerrar
cerrar

caf.com / notícias / a nova sede do caf no uruguai estimulará a atividade social e cultural de montevidéu

notícias

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe
04 de dezembro de 2018A nova sede do CAF no Uruguai estimulará a atividade social e cultural de Montevidéu

A revitalização do edifício histórico onde estarão localizados os novos escritórios da agência multilateral estimulará o desenvolvimento social, dinamizará o comércio da região da Cidade Velha e promoverá a atividade cultural por toda a cidade.   

comparteimg - Twitterimg - Facebookimg - GooglePlusimg - LinkedInimg - Whatsapp

Próximo aos portões da antiga Ciudadela, a poucos metros da Torre Ejecutiva (sede do governo uruguaio) e onde, por muitos anos, esteve localizado o Mercado Central de Montevidéu: bem aí, em um verdadeiro ponto de encontro popular, fica a nova sede do CAF –banco de desenvolvimento da América Latina, no Uruguai, com a proposta de tornar-se parte essencial da vida social e cultural da capital do país.

O novo edifício, que ocupa a estrutura do antigo mercado, conta com uma área de 15.500 metros quadrados, e sua construção envolveu um investimento de US$ 40 milhões. Além dos escritórios da agência multilateral, o prédio abrigará o renovado complexo da Cinemateca, que contará com três salas de cinema com capacidade para 406 espectadores, e integrará outros espaços, como o lendário Bar Fun Fun e um estacionamento subterrâneo com mais de 300 vagas.

Os 15.500 metros quadrados estão distribuídos da seguinte forma:

  • Escritórios do CAF – 4.700m2
  • Estacionamento e área de serviços do CAF – 5.350m2
  • Complexo de cinemas – 1.400m2
  • Bar Fun-Fun – 250m2
  • Estacionamento da Prefeitura de Montevidéu – 3.500m2
  • Área de serviço do Teatro Solís – 300m2
  • Espaços externos – 8.000m2

 

Com este projeto, o CAF fortalecerá sua presença no Uruguai e na Região Sul, e também promoverá a revitalização de uma zona estratégica para a cidade. O projeto, alinhado com o objetivo do governo municipal de Montevidéu de promover a criação do chamado Barrio de las Artes, marca o início de um processo de revitalização comercial da região do “casco histórico” da cidade.

A construção do edifício começou a se tornar realidade quando a proposta do CAF chegou à Prefeitura de Montevidéu, dona do antigo Mercado Central e que tinha a intenção de valorizá-lo, devido ao seu valor histórico e localização privilegiada. As partes entraram em acordo e, em pouco tempo, decidiram que este era o local certo para a futura construção, em frente à Torre Ejecutiva e a poucos metros do Teatro Solís, no coração da Cidade Velha.

A partir daí, o CAF organizou um Concurso Nacional de Anteprojetos, patrocinado pela Sociedade de Arquitetos do Uruguai, para desenvolver a estrutura do que seria o futuro edifício. Os vencedores do concurso aberto foram os arquitetos Carlos Labat, Pierino Porta, Nicolás Scioscia e Fernando Romero (LAPS Arquitectos).

A proposta foi avaliada e aprovada pelo Conselho Departamental de Montevidéu, permitindo aos arquitetos desenvolver o projeto executivo que daria início às obras.

Os espaços exteriores unificados foram definidos por uma textura contínua do piso e, de acordo com as disposições das Bases do Concurso Nacional de Anteprojetos Arquitetônicos, as ruas Bartolomé Mitre, entre Camacuá e Reconquista, e Camacuá, entre a Ciudadela e Bartolomé Mitre, foram delineadas como semi-peatonais. No fim da rua Bartolomé Mitre, em seu extremo sul, foi construída uma nova praça, onde foi reinstalada a escultura Golda Meir, antes localizada na esquina da rua Ciudadela com a Reconquista.

O edifício foi construído segundo critérios de eficiência e sustentabilidade. Um sistema de coleta de águas pluviais foi implementado para uso sanitário e de irrigação. A iluminação e o aquecimento do prédio contam com um sistema de controle que visa à eficiência e à economia de energia. Uma malha de metal foi instalada ao redor do edifício, funcionando como uma proteção solar. Com base nestes quesitos, o projeto se qualifica para a obtenção da certificação LEED© (Leadership in Energy and Environmental Design), concedida pelo U.S. Green Building Council (USGBC).

Com sua nova sede, o CAF reforça seu compromisso com o Uruguai e a Região Sul. Nos últimos 5 anos, a agência multilateral aprovou US$ 60 bilhões em financiamento para o desenvolvimento da América Latina e, desde 2010, aprovou mais de US$ 5 bilhões para desenvolver setores estratégicos no Uruguai.

 

nueva oficina en Uruguay

 

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe