cerrar
cerrar

caf.com / notícias / o correio uruguaio marca o ritmo do desenvolvimento logístico do país

notícias

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe
20 de setembro de 2018O Correio Uruguaio marca o ritmo do desenvolvimento logístico do país
1img - O Correio Uruguaio marca o ritmo do desenvolvimento logístico do país

As novas instalações do Correio Uruguaio, cuja construção tem o apoio do CAF, permitirão melhorar os processos, ampliar os serviços e otimizar a eficiência logística da entidade estatal.

comparteimg - Twitterimg - Facebookimg - GooglePlusimg - LinkedInimg - Whatsapp

A promoção da modernização do Correio Uruguaio e a intensificação do desenvolvimento do setor logístico no Uruguai motivaram o CAF – banco de desenvolvimento da América Latina – a estabelecer uma cooperação técnico-financeira com a empresa estatal em 2013. O projeto, dentro do qual se enquadra a construção de um centro logístico postal a ser inaugurado no início de 2019, é um dos mais emblemáticos do organismo multilateral no Uruguai.

Trata-se de um centro logístico postal inovador, localizado em um terreno de dez hectares do Parque Industrial de Pando, departamento de Canelones, que concentrará a recepção e remessa de correspondência e encomendas, os serviços logísticos e os escritórios. O centro vem para melhorar a eficiência da empresa ao centralizar processos. Espera-se, também, que aumente a capacidade de processamento de pacotes e correspondências, e melhore as condições de trabalho, realocando, em três turnos, 200 trabalhadores que desempenharão tarefas de maior valor agregado.

“As empresas públicas e privadas devem ajustar seus serviços e infraestruturas aos novos tempos, modernizar seus processos e operar com mais eficiência para ser rentáveis e competitivas. Vimos nesse projeto um enorme potencial de crescimento e, como banco de desenvolvimento, procuramos dar o impulso necessário para torná-lo realidade. Esse centro modelo, que terá um equipamento único na região para apoiar a logística das empresas uruguaias, não só melhorará a gestão de uma empresa pública com trajetória no país, como é o Correio, como também poderá fornecer serviços de valor a todos os uruguaios”, assinalou Germán Ríos, responsável pelo CAF no Uruguai.

O apoio do CAF combinou os trabalhos de consultoria e financiamento. Desse modo, a instituição contribuiu com uma equipe técnica que acompanhou todo o processo e concedeu um empréstimo de US$ 9,6 milhões, equivalente a 80% do investimento necessário para realizar o trabalho.

Embora a construção da obra esteja praticamente terminada, a empresa está no período de licitação e aquisição do equipamento de última geração necessário para sua inauguração e colocação em funcionamento. O centro está dividido em dois setores: nacional, por um lado, e internacional, por outro, com um espaço fechado para as instalações da Direção Nacional de Aduanas.

Uma das novidades é que terá um classificador, uma máquina que classifica os pacotes de acordo com seus destinos, o que permitirá otimizar a eficiência do processo, minimizar o manuseio das remessas e reduzir erros. Haverá, também, nove plataformas niveladoras para a entrada de pacotes e caminhões, além de tecnologia para simplificar diversas operações, permitindo, entre outras coisas, o faturamento em tempo real.

Por outro lado, apesar de atualmente o Correio ter um sistema de rastreabilidade, o software integrado permitirá aumentar o registro automático de eventos, monitorando 100% da carga postal durante todo o processo. Além disso, oferecerá serviços de alto valor agregado associados à gestão do estoque, preparação de remessas, cadeia de frio, cobrança de mercadorias e fretes.

A nova construção tem 100% de acessibilidade, com rampas, elevadores, corrimãos e banheiros adaptados para pessoas com deficiências motoras, além de contar com uma sala de amamentação. Além disso, possui um sistema inovador de detecção de incêndios, painéis solares e luzes led para aumentar a economia energética e contribuir para o cuidado do meio ambiente.

“Um centro com essas características, em um país que precisa de infraestrutura, e com tecnologia, será um passo realmente significativo”, assinalou Solange Moreira, presidente do Correio Uruguaio.

Moreira acrescentou que a empresa postal “é o braço executor das políticas públicas do Estado, por ser responsável pela distribuição do sistema de rastreabilidade do gado, de Triagem Neonatal, do Plano Ceibal e do Plano Ibirapitá”, entre outros. Lembrou que a entidade tem a “obrigação constitucional de chegar a todas as populações de mais de 500 habitantes”, algo para o qual o novo centro contribuirá.

TwitterFacebookGoogle plusLinkedInYoutubeRSSSuscribe